Click here for search results

Banco mundial: Os papéis do BIRD e da AID

Banco Internacional de Reconstrução e Desenvolvimento (BIRD) e Associação Internacional de
Desenvolvimento (AID) que, em conjunto, formam o Banco Mundial; Corporação Financeira
Internacional (IFC); Agência Multilateral de Garantia de Investimentos (MIGA); e Centro
Internacional para Arbitragem de Disputas sobre Investimentos (ICSID). Essas organizações
trabalham em conjunto e complementam as atividades umas das outras para atingir os objetivos
conjuntos de redução da pobreza de melhoria de vida. A colaboração entre as afiliadas está
aumentando à medida que o Grupo Banco Mundial trabalha de forma mais integrada com o
setor privado. Cada qual divulga os destaques de seu exercício financeiro em um relatório anual
separado.

O papel do BIRD

Essa cooperativa global de desenvolvimento pertence a 188 países membros. O propósito do
BIRD é trabalhar com seus membros para conseguir um crescimento econômico equitativo
e sustentável em suas economias nacionais, bem como encontrar soluções para problemas,
regionais e globais, em desenvolvimento econômico e em outras áreas importantes como
sustentabilidade ambiental. O BIRD visa a atingir sua meta prioritária, isto é, superar a pobreza
e melhorar a qualidade de vida, principalmente oferecendo empréstimos, produtos para a
gestão estruturada e perícia em disciplinas relacionadas ao desenvolvimento, além de coordenar
respostas aos desafios regionais e globais. (Visite worldbank.org/ibrd.)

Serviços e compromissos financeiros do BIRD

Os novos compromissos de empréstimos do BIRD foram de US$ 15,2 bilhões no exercício
financeiro de 2013, para 92 operações. Esse volume foi superior à média histórica (US$ 13,5 bilhões
no exercício financeiro 2005–08), mas inferior aos US$ 20,6 bilhões no exercício financeiro de 2012.
A América Latina e Caribe (US$ 4,8 bilhões) e a Europa e Ásia Central (US$ 4,6 bilhões) receberam
as maiores parcelas dos novos empréstimos, seguidas pelo Leste da Ásia e Pacífico (US$ 3,7
bilhões). Depois vieram os compromissos para o Oriente Médio e Norte da África (US$ 1,8 bilhão),
Sul da Ásia (US$ 378 milhões) e África (US$ 42 milhões). Administração Pública, Lei e Justiça
receberam o maior compromisso (US$ 4,4 bilhões), seguidos de Transporte (US$ 2,6 bilhões),
Saúde e Outros Serviços Sociais (US$ 1,8 bilhão) e Finanças (US$ 1,6 bilhão). O tema que recebeu
a parcela mais alta de compromissos foi Desenvolvimento dos Setores Financeiro e Privado (18%),
seguido de Governança do Setor Público (14%) e Proteção Social e Gestão do Risco (13%).

Além das suas atividades de empréstimos, o BIRD também oferece produtos financeiros
que permitem aos clientes financiarem com eficiência seus programas de desenvolvimento
e gerenciarem riscos relacionados com moeda e taxas de juros, preços de produtos básicos
e desastres naturais. No exercício financeiro de 2013, o setor de Tesouraria do Banco Mundial
executou 4,8 bilhões em equivalentes ao dólar dos Estados Unidos (USDeq) em transações
compensatórias em benefício dos países membros, incluindo USDeq 3,7 bilhões em
compensações de taxas de juros e USDeq 82 milhões em compensações de moeda (tudo
em conversões da moeda nacional) e USDeq 1 bilhão em compensações de moeda contra
obrigações que não são do BIRD. Executou também swaps para fornecer seguro contra risco de
catástrofes a cinco países insulares do Pacífico e 16 nações caribenhas, além e USDeq 878 milhões
em financiamento e swaps para o Mecanismo Financeiro Internacional para Imunização.
A Tesouraria do Banco Mundial também atuou como organizadora do segundo título MultiCat
do México, um título catástrofe de 3 anos, no valor de US$ 315 milhões e com várias parcelas que
fornece cobertura de seguro contra riscos paramétricos contra terremotos e furacões.

Recursos do BIRD

O BIRD emite títulos nos mercados de capital internacionais e fornece empréstimos de longo
prazo para países de renda média. No exercício financeiro de 2013, o BIRD arrecadou USDeq
22,1 bilhões, emitindo títulos em 21 moedas. Devido ao seu posicionamento nos mercados de
capitais e à sua solidez financeira, o BIRD pode tomar empréstimos de grandes volumes com
condições muito favoráveis, apesar das difíceis condições do mercado. Essa solidez do Banco
Mundial baseia-se na robusta posição do capital e apoio dos acionistas do BIRD e também na
prudência das políticas e práticas financeiras do BIRD, que o ajuda a manter a sua classificação
de crédito AAA. O capital do BIRD compreende basicamente capital e reservas integralizadas.

Nos termos do aumento geral e do aumento seletivo do capital, a Assembleia de Governadores
aprovou resoluções em 16 de março de 2011, o capital integralizado deve aumentar até US$
5,1 bilhões em um período de cinco anos, com um aumento de capital subscrito de US$ 86,2
bilhões. A partir de 30 de junho de 2013, o aumento cumulativo no capital subscrito totalizou
US$ 32,2 bilhões. Os montantes pagos em conexão com essas resoluções de aumento de capital
foram de US$ 1,9 bilhão.

Por ser uma instituição de cooperação, o BIRD não visa a maximizar os lucros, mas sim, a
obter rendimentos suficientes para garantir sua solidez financeira e sustentar suas atividades
de desenvolvimento. Da receita líquida alocável do exercício financeiro de 2012, os Diretores
Executivos aprovaram o acréscimo de US$ 147 milhões para a reserva geral e recomendaram
à Assembleia de Governadores a transferência de US$ 621 milhões para a AID e a alocação de
US$ 200 milhões para superávit.

Em conformidade com seu mandato de desenvolvimento, o principal risco que o BIRD assume
é o risco creditício do país inerente à sua carteira de empréstimos e garantias. Uma medida
resumida do perfil de risco do Banco Mundial é o coeficiente entre o capital e os empréstimos
líquidos em mora, o que é administrado diretamente em conformidade com a perspectiva
financeira e de risco do Banco Mundial. Esse coeficiente era de 26,8% em, 30 de junho de 2013.

graph_ico.png Retrato regional, progresso em direção ao s ODMs

O papel da AID

A Associação Internacional de Desenvolvimento (AID) é a parte do Banco Mundial que ajuda os
países mais pobres do mundo. Seus recursos financeiros apoiam as iniciativas dos países para
impulsionar o crescimento econômico, reduzir a pobreza e melhorar as condições de vida das
pessoas de baixa renda. No exercício financeiro de 2013, 82 países estavam qualificados para
receber assistência da AID. (Ver http://www.worldbank.org/ida.)

Compromissos financeiros da AID

Os compromissos da AID somaram US$ 16,3 bilhões no exercício financeiro de 2013, incluindo
US$ 13,8 bilhões em créditos, US$ 2,5 bilhões em subsídios e US$ 60 milhões em garantias.
A maior parcela de recursos (US$ 8,2 bilhões) foi destinada a África. O Sul da Ásia (US$ 4,1 bilhões)
e Leste Asiático e Pacífico (US$ 2,6 bilhões) também receberam grandes parcelas de recursos
financeiros alocados, seguidos pela Europa e Ásia Central (US$ 729 milhões), América Latina
e Caribe (US$ 435 milhões) e Oriente Médio e Norte da África (US$ 249 milhões). Vietnã
(US$ 2,0 bilhões) e Bangladesh (US$ 1,6 bilhão) receberam as maiores parcelas do financiamento
comprometido.

Compromissos para infraestrutura – inclusive os setores de: Energia e Mineração; Transporte;
Água, Saneamento e Proteção contra Enchentes o setor de Informação e Comunicação –
alcançaram US$ 6,1 bilhões. Também foi destinado um apoio significativo ao setor de Educação
e Saúde e Outros Serviços Sociais (combinados, US$ 4,2 bilhões); Administração Pública, Lei e
Justiça (US$ 3,6 bilhões); e Agricultura (US$ 1,3 bilhão). Os temas que receberam a parcela mais
alta de compromissos foram Desenvolvimento Rural (US$ 2,9 bilhões), Desenvolvimento Humano
(US$ 2,8 bilhões) e Proteção Social e Gestão do Risco (US$ 1,9 bilhão).

Recursos da AID

A AID é financiada, em grande parte, por contribuições dos governos doadores. O financiamento
adicional é proveniente de transferências da receita líquida do BIRD, subsídios da IFC e
pagamentos de mutuários de empréstimos anteriores da AID. A cada três anos, os governos
doadores e representantes dos países mutuários chegaram a um acordo sobre a direção
estratégica da AID, prioridades e financiamento para o período de implementação de três anos
subsequente.

graph_ico.png Fontes de financiamento da AID

Na Décima Sexta Reposição (AID16), que abrange os exercícios financeiros de 2012 a 2014,
os recursos totais (revisados para refletir compensações de moeda da AID e atualizados
posteriormente para as discussões sobre reposição) totalizaram Direitos Especiais de Saque (SDR)
33,9 bilhões (equivalentes a US$ 50,9 bilhões). Esse número inclui recursos de parceiros de SDR
17,6 bilhões (equivalentes a US$ 26,4 bilhões) de 51 países, sete dos quais são novos parceiros
contribuintes; compensação de parceiro pe perdão da dívida de SDR 3,5 bilhões (equivalentes a
US$ 5,3 bilhões), refluxos de crédito de SDR 8,9 bilhões (equivalentes a US$ 13,4 bilhões), incluindo
refluxos de aceleração contratual e voluntária de amortizações de crédito e oneração dos termos
dos empréstimos para mutuários de financiamento misto e deficitários da AID; transferências de
dentro do Grupo Banco Mundial, incluindo renda de investimento associado de SDR 1,9 bilhão
(equivalente a US$ 2,8 bilhões); e saldos transferidos de reposições anteriores de SDR 2,0 bilhões
(equivalentes a US$ 2,9 bilhões). Em 30 de junho de 2013, SDR 19,9 bilhões (equivalentes a
US$ 29,9 bilhões) do pacote da AID16 haviam sido destinados a créditos, subsídios e garantias. As
quantias equivalentes a US$ são baseadas na taxa de câmbio da AID16 e são fornecidas para fins
ilustrativos somente, porque os fluxos de caixa da AID são compensados para SDRs, a moeda na
qual a autoridade do compromisso da AID é registrada.

O tópico de caráter geral o foco principal da AID16 é a comunicação dos resultados de
desenvolvimento. Tópicos especiais incluem resposta à crise, questões de gênero, mudança do
clima e países frágeis e afetados por conflitos. A AID16 inclui recursos financeiros para uma nova
janela de resposta a crises para ajudar os países de baixa renda a enfrentarem o impacto dos
desastres naturais e choques econômicos graves.

O processo de reposição da AID17, que abrange os exercícios financeiros de 2015 a 2017, está
em andamento. Ele terminará em dezembro de 2013.

graph_ico.png Empréstimos do BIRD-AID por região

Baixar
Banco mundial: Os papéis do BIRD e da AID PDF (79KB)


« Anterior




Permanent URL for this page: http://go.worldbank.org/YDDKGMRMP0